Larissa Zaidan | Eu, Mackaylla

Larissa Zaidan

Série Eu, Mackaylla
São Paulo, SP, 2017

Mackaylla Maria entra em minha vida como um furacão. A primeira vez em que a vejo, ela chega num bar sujo e lotado do centro de São Paulo com sua plataforma altíssima e brilhante, o cabelo desgrenhado, porém belíssimo, e uma luz que faz todos virarem os rostos em sua direção. A sua beleza é hipnotizante, ela se sobressai na noite. Mackaylla tem o que muitos buscam incansavelmente durante toda uma existência, mas poucos alcançam: o mojo. E assim, ela me suga pra dentro de seu universo, e do mundo das drag queens.

A série "Eu, Mackaylla" é um registro sincero dos primeiros três meses em que acompanhei a vida desse personagem sedutor que é a drag queen Mackaylla Maria. O projeto é composto por duas partes, refletidas na estética e nas cores das fotos: a primeira, mais plástica e colorida, contempla os momentos diurnos e que envolvem toda a preparação exigida para se montar como drag queen. Já a segunda parte contempla a solidão, o encontro de Mackaylla com a noite e com outras drags, e toda a expectativa de se apresentar num palco para centenas de pessoas, de se mostrar para seu público.

São horas e mais horas se arrumando, a mesa cheia dos mais diversos potinhos e cores recheados de base, pó, sombra, batom, blush, delineador, cílios. A peruca bem cuidada, as bijus compradas aos montes nas lojas mais baratas da cidade. A calcinha com enchimento na bunda, o sutiã, os vestidos, as unhas compridas e postiças, os sapatos luxuosos e cheios de glitter. Mackaylla é vaidosa, sempre impecável, mas ela sabe que o que a faz se destacar pelos lugares em que passa, nos concursos que participa, é uma espécie de feitiço só dela que irradia de dentro pra fora. E quando está pronta, toda montada, Mackaylla é do mundo.

Durante minha imersão no universo de Mackaylla, me descobri nessa solidão, nessa beleza sem fim e, às vezes, mentirosa que o mundo das drags carrega. Este é também o meu registro de quando vejo o mundo mais bonito e quando o vejo cheio de melancolia.

Sobre a autora

Larissa Zaidan
(São Paulo, SP, 1991)

Larissa Zaidan, 30, nasceu em São Paulo, Brasil. Ela se formou em jornalismo e iniciou sua carreira no fotojornalismo na VICE Brasil em 2016. Na VICE, documentou principalmente a cultura jovem e o universo LGBTQIA+, fotografou e dirigiu documentários como a série sobre sexo Transe, Questionário da Vida e 10 Perguntas. Em 2018 entrou para a lista de jovens fotógrafos promissores pela VICE Photo Issue. De 2017 até 2020 fez parte da agência de fotografia brasileira Angústia Photo. Seus trabalhos na fotografia já foram publicados no Financial Times, Wired, California Sunday Magazine, PHmuseum, AFAR e Business Week. Em 2019 fez seu primeiro trabalho como diretora de fotografia no filme sobre expectativa de vida trans no Brasil “35”.

Skip to content