Ana Carolina Fernandes | Série Mem de Sá, 100

Ana Carolina Fernandes

Série Mem de Sá, 100
Rio de Janeiro, RJ, 2012

A fotógrafa Ana Carolina Fernandes passou dois anos documentando a vida das travestis no casarão da rua Mem de Sá, 100, no Rio de Janeiro.

“Muito mais do que dar voz a um grupo excluído da sociedade, eu queria dar um corpo, sensibilizar, abrir a mente de pessoas que estão acostumadas a pensar o mundo e a sexualidade com padrões de conceitos preestabelecidos e prejulgados”.

Sobre a autora

Ana Carolina Fernandes
(Rio de Janeiro, RJ, 1963)

Ana Carolina Fernandes nasceu em 11 de julho de 1963, no Rio de Janeiro e desde cedo demonstrou uma paixão pela Fotografia, ganhando de sua mãe a primeira câmera aos 13 anos. Estudou Fotografia na Escola de Artes Visuais do Parque Lage. Trabalhou por mais de 20 anos como fotojornalista em grandes jornais do país. No momento, Ana Carolina é uma fotógrafa independente desenvolvendo trabalhos documentais com o olhar voltado para a ( in) justiça e desigualdade social, direitos humanos, e contando histórias do povo brasileiro e suas diversas culturas, sempre com um olhar humanista. Já expôs em vários lugares do Brasil e na França, Itália e Estados Unidos. Participou de vários livros coletivos no Brasil e no exterior tais como: “ As Praias do Rio “, Blocos de Rua do Carnaval do Rio”, “História da Fotografia Autoral e Pintura Moderna”, “A Day in the World” e “World Atlas of Street Photography””. Individualmente publicou o livro “Prainha” e “Cinderela”. Ganhou os prêmios Troféu Mulher Imprensa em 2017. Top five no Sony Award. Vencedora do 9ºJulia Margaret Cameron Award for Women - Magnum Award shortlisted 2017.

Desde março de 2020 faz parte do do Covid Latam, coletivo de 9 fotógrafas e 9 fotógrafos documentando a pandemia do Covid -19 na América Latina. Com o coletivo, ganhou PoyLatam e o FotoEvidence Book Award com o World Press Photo.

Skip to content